SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS

 

RESOLUÇÃO CEPE-18/12, de 21 de setembro de 2012.

 

Aprova o Regulamento das Disciplinas Trabalho Conclusão de Curso I e Trabalho de Conclusão de Curso II dos Cursos de Graduação do CEFET-MG.

 

O PRESIDENTE DO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS, no uso das atribuições legais e regimentais que lhe são conferidas, considerando o que consta do Processo nº 23062.6502/10-61 e o que foi decidido na 85ª Reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, realizada em 30 de agosto de 2012,

 

RESOLVE:

 

Art. 1º Aprovar o Regulamento das Disciplinas Trabalho Conclusão de Curso I e Trabalho de Conclusão de Curso II dos Cursos de Graduação do CEFET-MG, anexo e parte integrante desta Resolução.

 

Art. 2º – Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições em contrário.

 

Publique-se e cumpra-se.

 

Prof. Márcio Silva Basílio

Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão


Regulamento das Disciplinas Trabalho de Conclusão de Curso I e Trabalho de Conclusão de Curso II dos Cursos de Graduação do CEFET-MG

Aprovado pela Resolução CEPE-18/12, de 21 de setembro de 2012.

 

 

CAPÍTULO I – DA DEFINIÇÃO

 

Art. 1º – O Trabalho de Conclusão de Curso é uma atividade desenvolvida pelo aluno, realizada sob orientação de um docente, sendo necessária à integralização curricular, conforme Projeto Pedagógico do Curso, e deve versar sobre uma temática pertinente ao curso, com fins de aprendizagem profissional, social e cultural.

 

Parágrafo único – O Trabalho de Conclusão de Curso deverá ser preferencialmente, individual, cabendo ao Colegiado do Curso avaliar a possibilidade da realização de trabalho em grupo, desde que seja caracterizada a participação de cada aluno.

 

Art. 2º – É condição básica para o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso que aluno esteja regularmente matriculado e vinculado a um curso de graduação do CEFET-MG.

 

Art. 3º – São objetivos gerais do Trabalho de Conclusão de Curso:

I – proporcionar ao aluno a oportunidade de trabalhar com problemas de sua área de formação, por meio da sistematização de atividades de planejamento, análise, projeto, construção, testes e documentação do trabalho desenvolvido;

II – consolidar os conhecimentos adquiridos durante o curso;

III – desenvolver capacidades criativas e inovadoras;

IV – contextualizar problemas da área específica de atuação com questões de âmbito macrossocial e ambiental;

V – desenvolver aspectos culturais, humanos e éticos por meio da interação com outros profissionais;

VI – desenvolver a capacidade de comunicação escrita, oral e gráfica;

VII – contribuir para a inserção do aluno no campo profissional;

VIII – contribuir com o processo de avaliação permanente da matriz curricular e da   proposta pedagógica dos cursos de graduação do CEFET-MG.

 

Art. 4º –   O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é desenvolvido em duas disciplinas denominadas Trabalho de Conclusão de Curso I (TCC I) e Trabalho de Conclusão de Curso II (TCC II), cada uma com duração de um semestre letivo, posicionadas na matriz curricular, conforme Projeto Pedagógico do Curso.

 

 

§ 1º – A disciplina TCC I corresponde à etapa de proposição, elaboração e redação do projeto de TCC, que será apresentado e avaliado de acordo com as normas estabelecidas pelo Colegiado do Curso.

 

§ 2º –       Na disciplina TCC II, o projeto elaborado e aprovado na disciplina TCC I deverá ser desenvolvido, apresentado na forma de monografia, incluindo uma exposição oral, e avaliado por uma banca examinadora de acordo com as normas estabelecidas pelo Colegiado do Curso.

 

 

CAPÍTULO II – DOS AGENTES ENVOLVIDOS E ATRIBUIÇÕES

 

Art. 5º –   Os agentes envolvidos com o Trabalho de Conclusão de Curso são:

I – Aluno;

II – Banca Examinadora;

III – Colegiado do Curso;

IV – Chefe do Departamento;

V – Professores das disciplinas TCC I e TCC II;

VI – Professor orientador;

VII – Supervisor e/ou coorientador (quando pertinente).

 

Art. 6º – Compete ao aluno:

I – elaborar a proposta de projeto, conforme Art. 13 e Art. 14;

II – desenvolver as atividades propostas no seu plano de trabalho e na disciplina;

III – reunir-se periodicamente com o professor orientador, conforme cronograma pré-estabelecido, para acompanhamento das atividades;

IV – propor orientação acadêmica ou supervisão técnica externa se desejável;

V – cumprir as etapas de redação e apresentação oral, de acordo com as normas   estabelecidas pelo Colegiado do Curso.

 

Art. 7º –   Compete à Banca Examinadora:

I – avaliar o texto final do Trabalho de Conclusão de Curso desenvolvido pelo aluno;

II – avaliar a apresentação oral do aluno;

III – emitir, por escrito, parecer final das avaliações e entregá-lo ao professor orientador.

 

Art. 8º –   Compete ao Colegiado do Curso:

I – indicar o professor orientador do Trabalho de Conclusão de Curso;

II – propor e homologar a composição da banca examinadora do Trabalho de Conclusão de Curso;

III – atestar a participação dos integrantes da banca examinadora do Trabalho de   Conclusão de Curso;

IV – cancelar a matrícula em TCC I do aluno que não entregar a proposta de projeto na data definida pelo Colegiado do Curso;

V – estabelecer normas para operacionalização do TCC.

 

Art. 9º –   Compete ao Chefe de Departamento:

I – atribuir encargos acadêmicos aos professores orientadores;

II – apoiar a captação de recursos necessários para a realização do projeto de acordo com a solicitação do professor orientador.

 

Art. 10 – Compete aos professores das disciplinas TCC I e TCC II:

I – elaborar o plano didático da disciplina;

II – divulgar o cronograma de atividades da disciplina na primeira semana de aula;

III – acompanhar o cumprimento das atividades propostas de acordo com o cronograma estabelecido;

IV – acompanhar e registrar a frequência dos alunos nas atividades da disciplina;

V – organizar os seminários das disciplinas;

VI – consolidar e registrar as avaliações dos alunos junto à Divisão de Registro Escolar;

VII – informar aos Chefes de Departamento os nomes dos professores orientadores e coorientadores.

 

Art. 11 –   Compete ao professor orientador do Trabalho de Conclusão de Curso:

I – orientar o aluno na elaboração da proposta de projeto;

II – orientar o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso;

III – requerer os recursos necessários para a realização do projeto;

IV – atender o aluno semanalmente para verificar o desenvolvimento do trabalho e fornecer orientação necessária;

V – reportar ao professor da disciplina qualquer evento ou contingência que comprometa as atividades de orientação, com impacto no desenvolvimento do trabalho orientado;

VI – supervisionar as correções na monografia do Trabalho de Conclusão de Curso;

VII – presidir a Banca Examinadora.

 

Art. 12 –   Compete ao supervisor e/ou co-orientador:

I – coorientar o do Trabalho de Conclusão de Curso;

II – requerer os recursos necessários para a realização do projeto;

III – atender o aluno periodicamente para verificar o desenvolvimento do trabalho e orientá-lo;

IV – reportar ao professor orientador qualquer evento ou contingência que comprometa as atividades de orientação, com impacto no desenvolvimento do trabalho;

V – examinar e sugerir correções na monografia;

VI – compor a Banca Examinadora, quando se tratar de professor do CEFET-MG.

 

 

CAPÍTULO III - DAS ATIVIDADES

 

Art. 13 –   A disciplina Trabalho de Conclusão de Curso I consiste de:

I – elaboração da proposta de projeto com identificação do aluno e dos orientadores, tema do trabalho, relevância, objetivos, resultados esperados, metodologia, infraestrutura necessária, cronograma de trabalho e bibliografia básica;

II – elaboração do projeto, contendo definição do problema, motivação, objetivos, estado da arte, fundamentação teórica, metodologia, resultados preliminares, conclusões e        propostas de continuidade.

 

§ 1º – A proposta do projeto deverá ser entregue ao professor da disciplina TCC I em data definida pelo Colegiado do Curso.

 

§ 2º – O aluno que não entregar a proposta na data definida pelo Colegiado do Curso poderá ter sua matrícula na disciplina TCC I cancelada a critério do Colegiado de Curso.

 

Art. 14 –   A disciplina Trabalho de Conclusão de Curso II consiste de:

I – desenvolvimento e adequação das atividades previstas no TCC I;

II – elaboração da monografia do Trabalho de Conclusão de Curso, contendo definição do problema, motivação, objetivos, estado da arte, fundamentação teórica, metodologia, resultados, conclusões e propostas de trabalhos futuros;

III – apresentação oral do Trabalho de Conclusão de Curso para Banca Examinadora.

 

§ 1º - A monografia do Trabalho de Conclusão de Curso deverá ser entregue ao professor da disciplina TCC II, nas formas eletrônica e impressa, de acordo com o cronograma da disciplina.

 

§ 2º - As monografias aprovadas da disciplina Trabalho de Conclusão de Curso II deverão ser arquivadas eletronicamente na Coordenação de Curso, a cada semestre.

 

 

 

 

CAPÍTULO IV – DAS AVALIAÇÕES

 

Art. 15 – A avaliação do aluno da disciplina TCC I será realizada pelo professor orientador e pelo professor da disciplina.

 

§ 1º - A Nota Final será a média ponderada das notas atribuídas pelos avaliadores.

 

§ 2º - Caberá ao Colegiado de Curso definir os pesos associados às notas de cada avaliador.

 

§ 3º - Caberá ao Colegiado de Curso definir itens avaliação, relacionados à formatação e conteúdo do texto do projeto, ao cumprimento das metas estabelecidas e ao comprometimento do aluno.

 

§ 4º - Será considerado aprovado na disciplina TCC I o aluno que obtiver Nota Final igual ou superior a 60 (sessenta) pontos e frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) nas atividades presenciais definidas pelo professor da disciplina.

 

Art. 16 – A avaliação do aluno da disciplina TCC II será realizada pelo professor da disciplina, pelo professor orientador e por Banca Examinadora composta por, no mínimo, dois membros aprovados pelo professor da disciplina.

 

§ 1º - A Nota Final será a média ponderada das notas atribuídas pelos avaliadores.

 

§ 2º - Caberá ao Colegiado de Curso definir os pesos associados às notas de cada avaliador.

       

§ 3º - Caberá ao Colegiado de Curso definir itens de avaliação, relacionados à formatação e conteúdo do texto final do trabalho e à apresentação oral.

       

§ 4º - Será considerado aprovado na disciplina TCC II o aluno que obtiver Nota Final igual ou superior a 60 (sessenta) pontos e frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) nas atividades presenciais definidas pelo professor da disciplina.

 

 

CAPÍTULO V - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

 

Art. 17 –   É da competência do Colegiado do Curso de Graduação estabelecer critérios para regulamentar zelar pelos excepcionais serão resolvidos pelo as ações pedagógicas, o processo de acompanhamento, de orientação e o sistema de avaliação do Trabalho de Conclusão de Curso, bem como seu cumprimento, nos limites estabelecidos por este Regulamento.

 

Art. 18 – Os casos omissos ou excepcionais serão resolvidos pelo Colegiado do Curso e, em grau de recurso, pelas demais instâncias.

 

Art. 19 – Este Regulamento entra em vigor após sua aprovação pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

  

 

 

 

Prof. Márcio Silva Basílio
Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão